Desmistificando o “típico gamer”: O que as marcas precisam saber

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Todos nós já vimos as estatísticas: a indústria de jogos e de esportes tem crescido a cada dia. O número de pessoas jogando jogos está aumentando, o que significa que não existe um “típico gamer” que as marcas podem comercializar.

Enquanto estes consumidores diferem em suas escolhas de compra e estilo de vida, a grande questão é: Como as marcas podem alcançar efetivamente estes gamers?

O “Media Chain” tem algumas respostas para esse dilema. Um relatório recente desenvolvido pela Tubular – plataforma de análise de vídeos – e baseado no Reino Unido, analisou interações entre jogos, redes sociais e o lifestyle dos gamers. Os resultados são vitais para marcas que querem se inserir neste tipo de conteúdo popular e trazer seu vídeo marketing – e vendas – para o próximo nível.

Faça o download do relatório completo da Media Chain aqui.

Aqui estão os pontos importantes que as marcas precisam saber:

  • Redes Sociais e vídeos são elementos chave para novas descobertas. O Media Chain descobriu que 78% de todos os jogadores afirmam que redes sociais e vídeos são o seu principal meio de ficar sabendo sobre as novidades deste assunto.
  • Os gamers podem ser tudo, menos moradores de porões antissociais. Na verdade, eles dizem que seus amigos são sua maior influência quando vão tomar decisões de compra.
  • Jogadores de vídeo game possuem dinheiro e sabem onde querem gastá-lo. Os Jogadores da Geração Z (nascidos entre 1997 – 2012) estão 25% mais tendenciosos a pagar por roupas de melhor qualidade, por exemplo, enquanto um Millennial (nascidos entre 1981 – 1996) e jogadores mais velhos (35+) tendem a gastar mais dinheiro com comida de qualidade.

Agora vamos nos aprofundar em cada um desses assuntos.

Gamers utilizam as redes sociais e os vídeos para descobrir as novidades deste assunto

Uma das primeiras descobertas da Media Chain é que os gamers interagem frequentemente com as redes sociais e plataformas de vídeo para se manterem conectados, aprender sobre novos jogos, e para tomar os ajudar a tomar decisões de compra. Por exemplo, cerca de um terço dos gamers usa as redes sociais para comentar sobre uma compra ou avaliá-la.

O Youtube e o Facebook são as duas redes mais visitadas pelos jogadores pesquisados, que também fornecem uma taxa de visualização 43% mais alta do que os outros tipos de usuários de redes sociais. Os gamers nomeiam valor, comunidade e conteúdo como as coisas mais importantes de uma marca.

Mas cuidado: 55% de todos os gamers também diz que as marcas tentam vender itens que não se relacionam com eles e usam uma linguagem genérica de jogos (ou seja, palavreado que as marcas acham que ressoam com um típico gamer).

As marcas claramente têm uns trabalhos a fazer. Para começar, não somente precisam estar nas plataformas que estes consumidores estão passando tempo, mas também precisam aprender, entender e falar diretamente com a cultura gamer ao invés de fazer suposições.

Alternativamente, as marcas podem aproveitar oportunidades de Branded Content com companhias como GameByte, FragHero, UNILAD Gaming e outras para alcançar a audiência dos games. No último ano, por exemplo, os publishers do Reino Unido entregaram, sozinhos, 28.4M de visualizações patrocinadas no Facebook para marcas como Domino’s Pizza, Sega e Mountain Dew.


https://www.facebook.com/GfinityRocketLeague/videos/2204468759585824/

Um “típico gamer” é mais amigável do que anti-social

A imagem de um homem gamer vivendo no porão da casa de sua mãe passando horas sem falar com ninguém está extremamente desatualizada. Na verdade, jogar está mais social do que nunca, já que as plataformas online se tornaram um novo meio de se conectarem com amigos que pensam da mesma maneira.

Por exemplo, 52% dos gamers preferem jogar com amigos que conheceram por meio dos jogos, enquanto 34% dos hardcore gamers (definição dada para aqueles que jogam mais de 20 horas por semana) dizem que preferem jogar com amigos que conhecerem online comparados com aqueles que conhecem na vida real.

Estas conexões constroem a melhor forma de confiança: 57% dos gamers procura por opiniões online antes de finalizar uma compra.

As marcas podem aprender uma coisa importante disto: disponibilizar os melhores produtos ou serviços possíveis para sua audiência gamer e eles naturalmente irão contar a seus amigos. Marketing boca-a-boca pode não ser a forma mais imediata de se fazer vendas, mas no meio dos games, é definitivamente uma das mais poderosas.

Os gamers possuem um poder compra específico e seletivo

Novamente, o estereótipo de um típico gamer mantendo um emprego mal remunerado ou vivendo desempregado em porões é falso.  A verdade é que muitos gamers ganham bastante dinheiro e escolhem onde gastam.

O relatório do Media Chain encontrou Core Gamers (aqueles que jogam em torno de 12 horas por semana) estão duas vezes mais propensos a ganhar mais de 45mil dólares por ano nos EUA. Este tipo de gamer também está duas vezes mais provável de ter ou comprar uma propriedade comparado aos Casual Gamers, bem como estão prováveis a jantar fora, ir viajar, usar tecnologias inteligentes e pagar por serviços de streaming.

E, como já havia sido notado, tanto os gamers da Geração Z quanto os Millennials preferem gastar seu dinheiro em áreas diferentes (roupas de qualidade vs. comida de qualidade).

Enquanto o relatório aborda dados financeiros, fica claro que existem muitas oportunidades de cross-over para as indústrias de vídeo game que se preocupam com coisas além de games. As marcas podem alcançar esse grupo diversificado de jogadores através de estratégias inteligentes de marketing ou de patrocínio, como esta discussão patrocinada pelo Dr. Pepper sobre Overwatch e esportes no site GameSpot, de notícias de jogo.


https://www.facebook.com/GameSpot/videos/10160706731170436/

Curioso para saber mais? Baixe o relatório completo da Media Chain aqui ou entre em contato conosco através do e-mail info@sh-pro64.teste.website para mais informações sobre a Tubular.

Siga a Polis:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acesse aqui o seu report

Preencha os dados abaixo para acessar os relatórios: