Covid-19: hobbies e experiências positivas em casa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Permanecer no mesmo ambiente dia após dia não é o ideal. Mas os consumidores estão encontrando novas maneiras de se adaptar e criar experiências positivas em casa, além de dizerem às marcas exatamente o que querem.

As restrições de locomoção resultantes do surto da Covid-19 estão forçando as pessoas a encontrar novas maneiras para se ocuparem e manterem sua saúde mental estável.

Com quase tudo indo para o universo online, os internautas estão usando as redes sociais para compartilhar e discutir suas experiências em casa.

Usando a plataforma Consumer Research, da Brandwatch, estudamos o que as pessoas nesta região estão falando sobre como usar o tempo.

Observando as menções online entre 1 e 26 de abril de 2020, descobrimos várias atividades sobre as quais as pessoas estão conversando e que as estão ajudando na crise.

Praticar exercícios em casa corresponde à maior parcela do gráfico, seguido por cozinhar, ler, limpeza de primavera, aprender novas habilidades e fazer compras online.

Atividades comuns em casa que os consumidores estão fazendo durante a quarentena/lockdown

19.676 menções on-line compartilhadas entre 1 e 26 de abril de 2020

TRADUÇÃO
Em laranja: praticar exercícios em casa | Em amarelo: cozinhar\assar | Em verde: ler | Em azul: Limpeza de primavera | Em roxo: aprender uma habilidade | Em vermelho: fazer compras online

Vamos nos aprofundar em algumas das tendências acima.

Praticar exercícios em casa

Se há um lado positivo desta pandemia é que as pessoas estão se tornando entusiastas do mundo fitness. Seja pelo fato de as academias estarem temporariamente fechadas ou por muitos encararem esse momento como uma oportunidade para criar um novo hábito saudável, as pessoas estão se adaptando às suas novas rotinas e se exercitando em casa.

Algumas estão gostando tanto de treinar em casa que estão pensando em montar academias em casa e continuar usando-as mesmo após o fim das medidas de quarentena ou lockdown.

Embora isso possa não ser uma boa notícia para as academias, pode ser uma oportunidade de se engajar com aqueles que acabaram de descobrir um novo amor pelo mundo fitness. Compartilhar tutoriais ou aulas que capacitem essas pessoas a praticarem seus exercícios em casa de maneira eficaz e segura pode ser uma maneira de ajudá-las.

Cozinhar e assar

Com filas para entrar em alguns supermercados ou espera para receber entregas, ter acesso a comida de qualidade pode ser um verdadeiro desafio em meio a quarentenas e lockdowns. Nunca foi tão importante ser capaz de criar refeições satisfatórias e nutritivas com os ingredientes disponíveis.

Para muitos, esta é uma ótima experiência de aprendizado positiva.

https://twitter.com/qnx111/status/1250649691987021824

No entanto, quando vão para cozinha, algumas pessoas se sentem amedrontadas pela falta de experiência, por estarem testando receitas pela primeira vez ou pela necessidade de usarem métodos ou ingredientes alternativos quando o que elas precisam não está disponível.

Há uma grande oportunidade para marcas e influenciadores aqui. Conteúdos para ajudar a responder perguntas frequentes online ou com sugestões de receitas/ingredientes alternativos para diferentes níveis de dificuldade podem ser extremamente úteis para os consumidores durante esse período difícil.

Muitos profissionais da cozinha mostraram suas próprias cozinhas durante os períodos de quarentena e lockdown – essas personalidades podem ser uma ótima aposta para as marcas que procuram parcerias para criar conteúdos úteis de culinária.

Compras online

Com tudo sendo transferido para o online da noite para o dia, não é nenhuma surpresa que as compras online tenham dado um salto. As compras online aumentaram 82% ano a ano nas duas semanas entre 22 de março e 4 de abril com os consumidores gastando mais tempo na Internet.

Alguns consumidores estão começando a reconhecer que estão gastando muito em compras online como resultado da pandemia.

https://twitter.com/CheskaDejos/status/1246339136912416768

Nem todas as experiências de compras online são positivas.

Problemas de entrega e falta de estoque para determinados itens são assuntos que surgem com frequência nas conversas online, mas também são compreensíveis na situação em que estamos.

Os consumidores também estão ficando sobrecarregados com a alta quantidade de comunicados enviados por e-mail pelos e-commerces.

Portanto, há dois lados da história: os consumidores estão muito interessados em realizar compras on-line no momento, mas também não têm medo de divulgar online o atendimento ao cliente precário e a divulgação exagerada.

Nesse momento, as marcas devem ter cuidado quanto à frequência de contato com os clientes. As empresas também precisam manter transparentes e claras as comunicações sobre entrega, estoque e outros problemas para ajudar a definir expectativas. Prometer demais não é aconselhável, especialmente quando comunicações ruins das marcas e experiências negativas dos clientes já estão sendo divulgadas online.

A Covid-19 impôs um momento desafiador a todos nós e teve um enorme impacto no comportamento dos consumidores. As marcas precisarão ficar próximas dos consumidores para atenderem seus clientes da melhor maneira possível.

Gostaram? Nos acompanhe nas redes sociais para mais posts!

@polisconsult no Twitter

@polis_consulting no Instagram

polis.consulting no Facebook

Polis Consulting no LinkedIn

Siga a Polis:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acesse aqui o seu report

Preencha os dados abaixo para acessar os relatórios: